Dicas para se alimentar bem fora de casa

Tags

Dicas para se alimentar bem fora de casa

A maioria das pessoas não tem o privilégio de saborear no cotidiano uma refeição caseira e nutritiva no sossego do lar. Para piorar, quem trabalha fora costuma sacrificar a hora do almoço em nome da carreira e do sucesso profissional. Com a intenção de não atrasar o expediente, workaholics de todas as áreas preferem enganar a fome com um cafezinho ou engolir um lanche sem tirar os olhos do computador. Não é à toa que a competitividade no mercado cresce tanto quanto os casos de obesidade, hipertensão e outras doenças relacionadas à má alimentação diária.

Pesquisa recente, realizada pela empresa CPH Health Solutions com mais de 45 mil trabalhadores de todo o Brasil, revelou que 55%deles, principalmente executivos, consomem freqüentemente alimentos ricos em gordura, 42% estão acima do peso e apenas 28% conseguem manter uma dieta alimentar de qualidade. A boa notícia é que reverter esse cenário é mais fácil do que muita gente imagina. Veja algumas dicas para melhorar a qualidade do seu dia a dia na questão de refeições fora de casa:

1) Não comece o dia em jejum: Tomar o café da manhã é uma necessidade natural do organismo para repor sua energia essencial. Quando alguém sai de casa correndo e de estômago vazio, o cérebro e os músculos ficam sem ‘combustível’ devido à baixa presença de glicose no sangue, comum ao acordar. Resultado: a sensação de cansaço e a falta de concentração são inevitáveis, e o rendimento cai. A tendência também é ficar com mais fome na hora do almoço e exagerar no ‘tamanho do prato’.

2) Fuja das maquinas de guloseimas: Cheias de salgadinhos e refrigerantes, ricas fontes de gorduras saturadas e colesterol, essas vitrines de fast-food são um perigo para a saúde. Se não conseguir resistir às facilidades oferecidas pela tecnologia, escolha pelo menos as opções mais saudáveis, como sucos ou bebidas quentes elaboradas com leite desnatado.

3) As pausas durante o expediente devem ser estratégicas, de preferência no meio do período da manhã e da tarde. Elas ajudam a relaxar o corpo e a mente, deixando as pessoas mais dispostas a retomar as atividades. Mas o convite para tomar um cafezinho, tão comum no ambiente de trabalho, não deveria ser entendido ao pé da letra. Segundo as especialistas, mais salutar do que ingerir várias xícaras da bebida – o que é feito às vezes para enganar a fome – é aproveitar o tempinho e oferecer ao organismo nutrientes importantes, como o cálcio de um copo de iogurte ou as fibras e vitaminas de uma fruta.

4) Prefira restaurantes self-service: Nesses locais, há muito mais variedade, o que permite montar facilmente um prato balanceado e conforme o gosto de cada um. Cuidado apenas para não cair em tentação: as opções mais calóricas ficam bem expostas e podem aguçar o apetite dos gulosos. Para evitar exageros, as nutricionistas recomendam não chegar faminto ao restaurante e fechar os olhos para carnes de porco, com pele e gordura, molhos, frituras e sobremesas muito calóricas, preparadas com creme de leite, chantili ou gemas em excesso.

5) Saiba escolher a sobremesa: Adoçar a boca depois de almoçar está longe de ser proibido e até ajuda a acalmar os ânimos. Para evitar quilinhos extras, vá de salada de frutas ou opções de doces light.

6) Deixe o prato mais leve e colorido: Ninguém precisa ir almoçar com uma lista de todos os alimentos e suas respectivas calorias para garantir um almoço saudável. Basta escolher uma opção de cada grupo dos seguintes nutrientes: carboidratos (arroz, massa, batata, mandioca, pão, torrada), leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, soja), proteínas (carnes, leite e deriva-dos, ovos), vitaminas, minerais e fibras (folhas, legumes e frutas).

7) Nunca fique sem almoçar: O almoço é fundamental, mesmo se a sua conversa com a diretoria ou com os colegas de trabalho ultrapasse o horário de almoço e só termine depois das três da tarde. Neste caso, o correto é almoçar normalmente, mas optar por um jantar mais leve, de preferência sem alimentos ricos em gordura que retardam a digestão e podem até afetar a qualidade do sono.

8) No fast-food opte pelo mais saudável: A epidemia de obesidade no mundo deixou as pessoas mais conscientes da importância de não substituir uma refeição balanceada por sanduíches gordurosos. Algumas empresas na Itália, por exemplo, costumam até fechar as portas na hora do almoço para evitar perturbações nesse momento. Mas se algum dia precisar lanchar, há opções mais benéficas do que um super-hambúrguer com ovo e bacon.Evite maionese e carnes fritas imersas em óleo. Prefira os lanches magros, feitos com pão francês, queijo branco, peito de peru, alface e tomate.

Fonte: Revista Saúde

Comments are closed.

PHVsPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hYm91dF9idXR0b248L3N0cm9uZz4gLSBMRVIgTUFJUy4uLjwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2Fib3V0X2hlYWRlcjwvc3Ryb25nPiAtIERyLiBQYXVsbyBSb2JlcnRvPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWJvdXRfcGhvdG88L3N0cm9uZz4gLSAvd3AtY29udGVudC91cGxvYWRzLzIwMTIvbG9nby5qcGc8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hYm91dF90ZXh0PC9zdHJvbmc+IC0gTmFzY2lkbyBFbSBCbHVtZW5hdSBTLkMuIEZleiB0b2RvIGVuc2lubyBiw6FzaWNvIGVtIExhZ2VzIFMuQzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkXzMwMF9hZHNlbnNlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfMzAwX2ltYWdlPC9zdHJvbmc+IC0gaHR0cDovL3d3dy53b290aGVtZXMuY29tL2Fkcy8zMDB4MjUwYS5qcGc8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZF8zMDBfdXJsPC9zdHJvbmc+IC0gaHR0cDovL3d3dy53b290aGVtZXMuY29tPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfY29udGVudDwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfY29udGVudF9hZHNlbnNlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfY29udGVudF9pbWFnZTwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cud29vdGhlbWVzLmNvbS9hZHMvNzI4eDkwYS5qcGc8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZF9jb250ZW50X3VybDwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cud29vdGhlbWVzLmNvbTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX2hlYWRlcjwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfaGVhZGVyX2NvZGU8L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZF9oZWFkZXJfaW1hZ2U8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb20vYWRzLzQ2OHg2MGEuanBnPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfaGVhZGVyX3VybDwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cud29vdGhlbWVzLmNvbTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX3RvcDwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfdG9wX2Fkc2Vuc2U8L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZF90b3BfaW1hZ2U8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb20vYWRzLzQ2OHg2MGEuanBnPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfdG9wX3VybDwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cud29vdGhlbWVzLmNvbTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FsdF9zdHlsZXNoZWV0PC9zdHJvbmc+IC0gZGFya19ncmVlbi5jc3M8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hdXRvX2ltZzwvc3Ryb25nPiAtIHRydWU8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19ibG9nX2NhdDwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2Jsb2dfbmF2aWdhdGlvbjwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYmxvZ19wZXJtYWxpbms8L3N0cm9uZz4gLSAvP3BhZ2VfaWQ9NDM8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19ibG9nX3N1Ym5hdmlnYXRpb248L3N0cm9uZz4gLSBmYWxzZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2J1dHRvbl9saW5rPC9zdHJvbmc+IC0gLz9wYWdlX2lkPTUyPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY2F0X2JveF8xPC9zdHJvbmc+IC0gdHJ1ZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfMTA8L3N0cm9uZz4gLSBmYWxzZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfMTBfaW1hZ2U8L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jYXRfYm94XzExPC9zdHJvbmc+IC0gZmFsc2U8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jYXRfYm94XzExX2ltYWdlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY2F0X2JveF8xMjwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY2F0X2JveF8xMl9pbWFnZTwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfMV9pbWFnZTwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfMzwvc3Ryb25nPiAtIHRydWU8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jYXRfYm94XzNfaW1hZ2U8L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jYXRfYm94XzQ8L3N0cm9uZz4gLSBmYWxzZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfNF9pbWFnZTwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfNTwvc3Ryb25nPiAtIHRydWU8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jYXRfYm94XzVfaW1hZ2U8L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jYXRfYm94XzY8L3N0cm9uZz4gLSB0cnVlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY2F0X2JveF82X2ltYWdlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY2F0X2JveF83PC9zdHJvbmc+IC0gdHJ1ZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2NhdF9ib3hfN19pbWFnZTwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2N1c3RvbV9jc3M8L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19jdXN0b21fZmF2aWNvbjwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2ZlYXR1cmVkX3Bvc3RzPC9zdHJvbmc+IC0gMjwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2ZlZWRidXJuZXJfdXJsPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fZ29vZ2xlX2FuYWx5dGljczwvc3Ryb25nPiAtIDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2xvZ288L3N0cm9uZz4gLSA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19tYW51YWw8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb20vc3VwcG9ydC90aGVtZS1kb2N1bWVudGF0aW9uL2FwZXJ0dXJlLzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX25hdl9leGNsdWRlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fcmVzaXplPC9zdHJvbmc+IC0gdHJ1ZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3Njcm9sbGVyX3Bvc3RzPC9zdHJvbmc+IC0gNDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3Nob3J0bmFtZTwvc3Ryb25nPiAtIHdvbzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3RoZW1lbmFtZTwvc3Ryb25nPiAtIEFwZXJ0dXJlPC9saT48L3VsPg== Todos os direitos reservados de Paulo Roberto.